15 de julho de 2010

I'm not a surprise person

Não sou. Mesmo. Não reajo bem a surpresas, não sei como reagir e, principalmente, nunca reajo da forma que as pessoas que me surpreendem esperavam que eu o fizesse. É uma das minhas principais características e quem me conhece bem, já o sabe. Eu já aprendi a viver com isso. Sou assim, já não há nada a fazer, nunca o escondi…
Demoro tempo a processar as coisas, não gosto de ser apanhada na curva e nunca consigo reagir com a espontaneidade “exigida” (pelos outros, claro!) quando sou surpreendida. Antigamente, isto era um problema enorme para mim. Era frustrante ver a cara de desânimo das pessoas e, por muito que tentasse corresponder às expectativas dessas mesmas pessoas, simplesmente não conseguia. Agora, e já há muito tempo, deixou de ser um problema. Pelo menos, para mim.

E, portanto, não esperem que eu fique feliz e aos pulos de contentamento quando chego a casa, mais tarde do que era suposto, cansada, totalmente de rastos e sem paciência para o que quer que fosse, e me deparo com uma filial da Lusomundo na sala de estar. Apenas porque a pessoa com quem vivo, impulsiva até mais não (arghhh), decidiu fazer um investimento tão gigante quanto o ecrã em questão, sem sequer ter tido a sensibilidade de pedir a minha opinião. Fiquei fula, pois claro que fiquei! E não reagi bem à surpresa. E o G. ficou com olhos de carneirinho mal morto, pois ficou. Eu até acredito que esta decisão tenha sido tomada com a melhor intenção do mundo, mas comigo as coisas não funcionam assim. E magoou-me o facto de não ter sido uma decisão conjunta. Porque é uma coisa importante. E eu acho que as decisões importantes têm de ser tomadas em conjunto.

Eu pondero (às vezes até demais, admito), comparo, analiso, faço contas e mais contas. Ele, pelo contrário, atira-se de cabeça e pensa no resto depois. Somos totalmente diferentes neste aspecto. E eu sei que ele é um querido, que é… but I’m not a surprise person.

8 comentários:

Paula disse...

Eu sou uma pessoa tb impulsiva... mas não nesse tipo de coisas... é mais nos sentimentos e nas palavras... algo que tenho de tomar muita atenção e cuidado pois nem sempre as pessoas "gostam"...

Decisões importantes devem sempre ser tomadas a dois (quando há 2)...
Uma vez fui apanhada numa surpresa bem pior que a tua: o meu ex-marido uma vez chega-se ao pé de mim num café onde estava sentada com uma amiga, minha prima e irmã e apenas me diz isto: Paula, comprei uma casa!

Imagina a minha cara...
Pois... para anos depois EU ser posta na rua... (bem isso são apartes)

Mas eu tb não gosto nada de supresas DESSAS!

Beijinhos e BOA SORTE****

Phyxsius disse...

Same here...

Miss Strawberry disse...

Paula

Isso sim, é uma verdadeira surpresa... Nem consigo imaginar uma situação dessas!

Eu não sou nada impulsiva, nem sequer nas atitudes para com os outros (o que, por vezes, é muito mau, especialmente para mim)
Bjs

Phyxsius
Welcome to the club!
Bjs

Miss Out of Reach disse...

Simplesmente irresistivel não comentar isto!!!

E até porque há muito tempo que não aparecia por aqui! Perdão por tão grande falha!

Mas quanto ao assunto das surpresas! Sou exatamente o teu oposto! Simplesmente deliro com surpresas! Em dar e em receber!
O que não gosto mesmo é de não receber a reacção desejada! Uma coisa explosiva e espontanea, como eu!

Mas consigo entender o teu lado.
De qualquer forma, concentra-te no facto de, nas tuas palavras, o G ser um querido! E humano, por isso, lá tem as suas falhas!
;)

Boa sorte para as proximas supresas!

Beijos

x disse...

quando duas pessoas são muito diferentes há, na minha opinião, dois pensamentos a ter em mente (uso teu o exemplo):

1. ao g. está-lhe na natureza fazer surpresas, a ti não.
2. o g. não pode ficar chateado com a tua reacção, tu não podes (ou melhor não deves) evitar que ele faça surpresas.

e funciona.o mais importantes é que são só diferenças, nada mais do que isso.

o aspecto da decisão a dois... às vezes, temos tendência a fazermos coisas que achamos melhores (para os dois) e isso não implica falta de consideração.

ponto mais importante: aproveita (com ele) o ecrã lusomundo. *

Miss Strawberry disse...

X, esse foi sem dúvida o comentário mais sensato e a conclusão a que chegámos depois de termos conversado. No fundo, é como tu dizes, são apenas diferenças que têm de ser aceites e compreendidas mutuamente...

Obrigada, bjs e um óptimo fim-de-semana!

Mãe Inês disse...

Miss Strawberry, entendo-te bem. Também fico cor cinzento-rato quando me fazem dessas... Gosto de ser envolvida nas decisões. Sou esquisita, se calhar.
Beijinhos!

Miss Strawberry disse...

Gostei dessa, da cor cinzento-rato. É tal e qual como eu fico. É isso mesmo, gosto de ser envolvida nas decisões e, para mim, esse é um ponto essencial. Mas se calhar sou eu, que sou esquisita como tu…

Seguidores

moranguinhos

Este blog possui actualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo