28 de outubro de 2010

Indecisa eu? Não...

Quero, não quero.
Preciso, não preciso.
Vou ou fico?
Feliz ou simplesmente deslumbrada?
Gosto? Gosto. muito. Quer dizer, não sei. Acho que sim.
Tento ou não vale a pena arriscar?
Compro? Não compro. Para quê? Mas fazia-me tanta falta...

Têm sido assim os meus últimos dias. Completamente antagónicos.

25 de outubro de 2010

Amizades assim são bonitas de ver [Hodei Collazo vs. Gony Zubizarreta]

E deram um espectáculozorro [sim, eu sei que a palavra não existe] de surf!

Ora vejam: http://oceanlook.sapo.pt/pt/videos/2010/10/resumo-último-dia-quiksilver-pro-portugal.aspx

[Gonyzinho do meu coração, era por ti que eu estava a torcer. Só para que saibas...]

21 de outubro de 2010

À noite, nas ruas, aprende-se muita coisa

Ontem fiz a volta dos sem-abrigo com os voluntários da Comunidade Vida e Paz. Vi uma Lisboa que desconhecia e conheci pessoas que nunca tinha visto. Pessoas que me passam ao lado, que me têm passado ao lado, como se fossem etéreas e invisíveis. Ontem vi-as mesmo. E dei-lhes comida, tempo, palavras, atenção e sorrisos. Percebi que um pequeno gesto pode fazer a diferença. E quando falo de um pequeno gesto, falo apenas de um sorriso, de um aperto de mão, de um olá, muito gosto em conhecê-lo.

E voltei para casa feliz, a lembrar-me das histórias do Vitorino, do Artur, do Francisco, do Pai Natal, daquele casal gay de meia idade simplesmente hilariante e de tantos outros rostos que, até ontem à noite, me eram completamente desconhecidos e indiferentes. Quando cheguei a casa não consegui adormecer. Acordei o G. e fiquei, por mais de duas horas, a contar-lhe todas as histórias, todos os cheiros, tudo o que vi e senti.

Hoje acordei e apercebi-me do quão privilegiada sou. Eu não sei o que é ter frio nem fome. Eu não conheço a solidão dolorosa dos degraus e recantos gelados das ruas de Lisboa. Eu não sei o que é a ansiedade, a espera, a disputa por um par de meias ou mais uns ténis. Eu não sei o que é ficar zangada quando a carrinha da Comunidade se atrasa...

Ontem levei um banho de realidade, de uma realidade que vinha a ignorar há demasiado tempo. Percebi que não posso mudar a vida de todos os sem-abrigo de Lisboa mas posso mudar-lhes as noites, fazer-lhes companhia, ouvi-los simplesmente e devolver-lhes os sorrisos doces estampados nos rostos tristes. Aliás, podemos todos. Não custa nada. As palavras e os sorrisos, felizmente, ainda não pagam imposto... 

14 de outubro de 2010

Parabéns carequinha




estava capaz de te dar um beijo na testa!

Coisas que me afligem

saber que os meus dias não têm 24 horas
saber que tenho um trabalho demasiado exigente para, um dia, poder criar os meus filhos em condições e ter o tempo e a disponibilidade física e mental necessários
precisar de emagrecer uns bons quilinhos e não conseguir [porque sou demasiado gulosa, porque quando ando stressada como mais, porque sim e até porque não, porque hoje é o último dia e amanhã é que começo a portar-me mesmo bem e a fazer dieta à séria...]
tornar-me velha, feia,  má, arrogante e insensível
não ser uma boa namorada [aqui tenho tantas, tantas falhas...]
falhar com as coisas que prometo a mim mesma
não ter tempo para nada
passar pela vida a flutuar [acontece-me tantas vezes. sinto que não sou eu quem habita o meu corpo, que coisa mais estranha...]
perder alguém que me seja muito chegado
que a minha enteada um dia me odeie
não conseguir chorar

dizem que revelarmos os nossos medos faz bem. a mim, pelo menos, limpou-me a alma.

À noite, na cama

Ele, muito indignado: Quero lá saber o que é que os outros acham! As pessoas acham demais. Pelo menos, é o que eu acho. Não achas?

Eu, encolhida nos lençóis: Sim, acho...

13 de outubro de 2010

So f**king tudo e mais alguma coisa

Em dias como este só me apetecia ficar o dia todo enfiada na minha cama, na companhia de um bom livro e de um pijama fofinho.

[Estar a ouvir o Unintended dos Muse em modo repeat durante toda a manhã também não tem ajudado muito, confesso]

12 de outubro de 2010

My broken heart brought me a new one

Foi um coração partido que me trouxe as músicas que ainda hoje oiço.
A essas mesmas músicas agradeço todos os dias por lhe terem dado conserto...

 








Hoi An









Fotos de Miss Strawberry e G.

1 de outubro de 2010

Seguidores

moranguinhos

Este blog possui actualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo